[G3 1981] Fortaleza (FOR) -> Rio de Janeiro (GIG)

| 1 comentários

Voo: Varig/Gol Linhas Aéreas [G3 1981]
Origem: Aeroporto Pinto Martins Intl – Fortaleza, CE
Destino:Aeroporto Antônio Carlos Jobim (Galeão) Intl – Rio de Janeiro, RJ
Aeronave: 737-700 (PR-GID)
ETD (efetivo): 02:30 PM (02:45PM)
ETA (efetivo): 05:30 PM (06:03PM)
Tempo de Voo: 3 Horas e 18 Minutos
Assento: 3F

Após aproveitar Fortaleza ao máximo, teria de voltar para casa pois o dia seguinte já era aquele mesmo, “SEGUNDA-FEIRA”.

Então fiz o check-out no hotel e peguei um taxi até o aeroporto, trajeto esse que durou cerca de 25 minutos, porém passou voando em meio a conversas com um conterrâneo, que nasceu no RS e logo se mudou para SP e que há 18 anos vive no Ceará.

Ás 13:23 cheguei ao check-in da Gol, que até me pareceu bem vazio pela movimetação de táxis e ônibus que eu havia visto na Avenida Beira Mar em frente aos principais hotéis.pois bem, meu check-in demorou cerca de 10 minutos e nem peguei fila para ser atendido, perguntei para a funcionária se havia possibilidade de troca de assentos e ela me disse que o voo estava completo, então eu a respondi para que botasse meu nome em primeiro lugar na lista de voluntários para overbooking, é realmente uma ótima cidade Fortaleza, só não é perfeita porque faz calor demais.

Logo após o check-in fui para o andar superior do aeroporto onde é o embarque e aproveitei para dar uma olhada nas lojas deste andar, alias um parabéns ao Visa que apóia o artesanato cearense.

Um tempo nas lojas e fui para a checagem da Infraero e para a passagem no raio-x por volta das 13:55 que apresentava uma pequena fila mas que não demorou muito para acabar.Passada a segurança fui me dirigindo para a porta de embarque E.Apenas 10 minutos após minha passagem pelo raio-x foi feita a primeira chamada para o voo [G3 1981] convidando as prioridades a embarcarem.

Ás 14:23 eu, uma das últimas pessoas a embarcar no vôo fiz o caminho para a porta de embarque E e para a ponte de número 6 onde ali me esperava o PR-GID um 737-700 que chegou a voar nas cores da Pioneira inclusive ainda ostenta travas das mesinhas azuis e apoios de braços com capas azuis.

10 minutos após minha entrada na aeronave a porta 1L foi fechada e então fomos autorizados para o acionamento e push-back, fizemos o push-back e então o taxi, dois aviões da TAM decolaram e esperamos o pouso de um Fokker 100 ou MK28 da OceanAir matriculado como (PR-OAF).

Ás 2:42 da tarde alinhamos na pista 13 e esperamos o Fokker 100 da OceanAir deixar a pista e então o comandante iniciou os procedimentos da decolagem aplicando força nos motores, segundo o cálculos do Comandante e do F/O teríamos de atingir as seguintes velocidades para efetuar a decolagem V1: 137 knots, VR: 137 knots e V2: 141 knots então as manetes foram empurradas e o 737-700 PR-GID iniciava a rolagem na pista 13 com suas quase 66 toneladas de peso total, após alguns segundos e já estávamos voando.

Por volta das 15:07 quando já estávamos em nossa altitude de cruzeiro que seria de 36.000 pés o comandante fez um speech trazendo informações sobre o vôo no momento a temperatura externa estava em torno de 50 graus Celsius negativos, voávamos a 850 km/h e tínhamos o pouso estimado para as 5:48 na cidade maravilhosa.

Apenas 10 minutos após o speech do comandante o serviço de bordo foi servido, e era composto de bolachas salgadas e um bolinho de chocolate Bauduco acompanhados de suco de laranja, refrigerantes e água, tripulação muito atenciosa e simpática.

Ás 15:33 um dos comissários responsáveis pela parte da frente da aeronave Paulo Roberto passou oferecendo uma bandeja de balas 7belo sabor morango.

Logo após as balas entramos numa área de instabilidade e tivemos turbulências fracas porém constantes por cerca de 1 hora 40 minutos balançava um pouco parava um pouco e voltava a balançar.Por volta das 17:30 o nosso comandante anunciou que o pouso estava autorizado no Galeão e iniciamos a descida para a aproximação final e pouso, balançamos um pouco mais forte devido a formações que causaram uma chuva durante a tarde no Rio.

Ás 18:03 o comandante finalmente colocou com muita delicadeza o PR-GID com aproximadamente 7 toneladas de combustível a menos na encharcada pista 28 do Aeroporto Internacional Antônio Carlos Jobim, mais popularmente chamado de Galeão.E aqui acaba este reporte de uma maravilhosa cidade até a cidade maravilhosa.

Espero que gostem.

Chegando ao aeroporto.











Dentro do aeroporto.


Check-in Gol.




No piso superior, se encontrava Pinto Martins.


Partidas de FOR.


Embarque no PR-GID.








Movimento em FOR durante o embarque.






Não viajo sempre com a mesma roupa porém meu guarda roupa não é muito variado, Pitch.


Ponto de espera para pista 13.




Pouso OceanAir


Ingressando na 13.




Terminal de passageiros.


Terminal de Cargas.


Subindo.






Castelão.


Aeroporto Pinto Martins.


Subindo um pouco mais.




Altitude de cruzeiro.






Lanche de bordo.


Iniciando a descida para o Galeão.




Aproximação final para o pouso na 28.




Pouso na 28.




"Ten!"


Reverse + Spoiler.




Corte no gate 4.


Desembarcando.


[G3 RG 1980] Rio de Janeiro (GIG) -> Fortaleza (FOR)

| 1 comentários

Imagem
Imagem

Voo: Varig/Gol Linhas Aéreas [G3 1980]
Origem:Aeroporto Antônio Carlos Jobim (Galeão) Intl – Rio de Janeiro, RJ
Destino: Aeroporto Pinto Martins Intl – Fortaleza, CE
Aeronave: 737-700 (PR-VBN)
ETD (efetivo): 10:45AM (11:18AM)
ETA (efetivo): 2:00 PM ( 1:59PM)
Assento: 3F

Após chegar da conexão peguei o ônibus e fui até o terminal, chegando na retirada de bagagens onde haviam 2 representantes da Gol esperando pelos passageiros para guiar os mesmos até os portões de suas conexões, caminhamos por alguns minutos até chegarmos ao andar dos portões de embarque.

Eram 9:47 da manhã e o GIG não estava cheio, mas havia um bom movimento de aeronaves pelo menos pelo que pude acompanhar.Entre matar um tempo aqui e alí eu estava na sala de espera para a porta de embarque 6 quando vi um tripulante uniformizado que me pareceu em princípio o cap da AA e fui falar com ele, e este era um brasileiro que voa faz 10 anos na USAirways e escutando um pouco de suas histórias e suas experiências o tempo passou tão rápido que o meu voo já estava sendo chamado para o embarque, então me dirigi para a fila do voo na porta 6.

Ás 10:49 passei pela porta 6 porém a fila continuava grande, agora na area das portas de embarque e na ponte de embarque de número 6 onde se encontrava estacionado o PR-VBN 737-700 que nauquele dia me levaria até Fortaleza.

Cerca de 10 minutos eu estava em minha poltrona, a 3F e fui muito bem recebido pela comissária e chefe de cabine Valéria Santos, que me fez lembrar dos antigos tempos em que os comissários tratavam cada pessoa de uma forma singular e não tratando os passageiros como simples números.Perguntei sobre ela e a mesma me disse que era ex-Rio Sul e ex-Varig porém nunca saiu de nenhuma delas.

Ás 11:05 as portas foram fechadas com POB de 111 e nosso push-back foi autorizado no mesmo minuto, taxiamos por alguns minutos seguidos por um Boeing 737-700 da Aerolineas Argentinas (LV-CAM) e depois por um Embraer da FAB (Força Aérea Brasileira).Ás 11:18 daquela manhã alinhamos e sem parar o comandante aplicou potência nas manetes fazendo os motores rugirem frente aos 2800 metros da pista movendo o 737-700 que pesava cerca de 60 toneladas.O comandante havia calculado que teríamos de atingir as seguintes velocidades para a decolagem V1:132 knots, VR:132 knots e V2:137 knots.

Cerca de 25 minutos após a decolagem estabilizamos no FL390 e o serviço de bordo foi servido composto de um salgadinho e acompanhado por suco de laranja, refigerantes e água, as 12:12 o lixo foi recolhido e foi um comissário passou com a bandeja de balas 7 belo.ás 13:00 a tripulação ofereceu mais uma rodada de bebidas e optei por um copo de suco de laranja.

Por volta da 1:35 da tarde iniciamos os motores foram reduzidos e a descida foi iniciada para o nosso pouso no Aeroporto Internacional Pinto Martins em Fortaleza capital do Ceará.15 minutos após o início da descida a tripulação pediu para que todos os passageiros permanessessem sentados e com os cintos afivelados, passamos a area de instabilidade e a tripulação passou preparando a cabine para o nosso pouso verificando mesas fechadas e travadas e poltronas na posição vertical.

Exatas 13:59 tocamos o asfalto do aeroporto cearense da pista de número 13 e taxiamos por um tempo até estacionarmos no gate 3 ao lado do 757-200W da Delta que esperava sua partida de volta para Atlanta.

Fotos.

PR-VAB.
Imagem

Gol/Varig.
Imagem

Air France + American.
Imagem

Pessoal da AA esperando o outro voo.
Imagem

Tam's.
Imagem

PR-VAB.
Imagem

AA chegando.
Imagem

767's.
Imagem

PR-VAB.
Imagem
Imagem

LV-CAM.
Imagem

Aí estava ele que me levaria até Fortaleza PR-VBN.
Imagem

USAirways.
Imagem

PR-WJP.
Imagem

PR-VBN no embarque.
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem

Belo pitch do VBN, inclusive as poltronas reclinavam mais que o normal.
Imagem

Galeão TPS's.
Imagem

Estrangeiros.
Imagem

AA's.Se fosse poker seria uma bela mão.
Imagem

PR-GIH.
Imagem

Mais estrangeiros.
Imagem

Taxing.
Imagem

747-400 AF.
Imagem

Alinhando na pista 10.
Imagem

Rotate.
Imagem

Landig Gear UP!
Imagem
Imagem

Idosos.
Imagem

TAP.
Imagem

Rio de Janeiro.
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem

Subindo.
Imagem
Imagem

Serviço de Bordo.
Imagem

FL390 ou 39.000 pés.
Imagem

Galley.
Imagem

Cabine durante o voo.
Imagem

Descendo para SBFZ.
Imagem
Imagem
Imagem

Aproximação para pouso na pista 13.
Imagem
Imagem

"One Hundread!"
Imagem

"Ten!"
Imagem

"Spoilers UP, Reverse ON!"
Imagem

Torre.
Imagem

N703TW.
Imagem

PR-VBN após o desembarque.
Imagem